21.8.16

Mentirosos, de E. Lockhart

Júlia Raquel
O livro é dividido em cinco partes e possui capítulos bem curtos. Com uma narrativa metafórica e bem estruturada a autora nos apresenta a uma família aparentemente perfeita, com sua genética abençoada, composta por pessoas com sorrisos largos, queixos quadrados, muita riqueza e a famosa ostentação. Um Sinclair jamais demonstra fraqueza, ele se levanta, age como um vencedor, sob qualquer circunstância.

Mentirosos | E. Lockhart | 272 páginas | Gênero young adult | Editora Seguinte | Avaliação: 

Todos os verões eles se reúnem em sua ilha particular para poder exibir todo o poder que o seu nome tem. Mas, para os primos Cadence, Jonny, Mirren e o amigo Gat, as férias significam poder fortalecer ainda mais a sua amizade.
Johnny, Mirren e Gat. Gat, Mirren, Johnny e eu. A família se refere a nós quatro como os Mentirosos, e é provável que mereçamos.”

No verão em que os mentirosos completam quinze anos algumas descobertas são feitas. A família até então perfeita se mostra egoísta, falsa e gananciosa. As tias lutam pelos bens materiais, expondo as fraquezas uma das outras em prol do reconhecimento de seu pai. Este por sua vez adora fazer jogos para testar a lealdade de seus familiares.

E traz também um conturbado segredo, um acidente envolvendo Candece que mudaria para sempre a família e a ilha. Após o incidente ela passa a sofrer com sérias enxaquecas e perde parte da memória. Lembra-se apenas de ter sido encontrada na praia, sozinha, sem partes de suas roupas.

Longos sofridos anos se passaram desde a sua última visita conturbadora a ilha e é quando ela resolve voltar, para talvez conseguir juntar as suas lembranças e desvendar os acontecimentos do verão dos quinze.

Demorei um pouco para conseguir me prender ao livro, pensei até em abandona-lo, mas como já havia lido críticas maravilhosas resolvi continuar. Foi só no verão dos dezessete que a obra conseguiu me conquistar, quando cada lembrança da protagonista nos levou a refletir e tentar solucionar o que de fato aconteceu.

O segredo, eu confesso, foi a melhor parte do livro, pois depois que você o descobre percebe que a resposta esteve ali o tempo todo. Todos os fatos anteriormente narrados se encaixam perfeitamente. O livro é perturbador e intenso, e ao mesmo tempo sutil e sensível. Mentirosos tem capítulos que se arrastam, mas seu final é totalmente avassalador e inimaginável.
Olhamos para o céu. Tantas estrelas. Parecia uma celebração, uma festa grandiosa e proibida que a galáxia fazia depois de colocar os humanos para dormir.”
Continue Lendo
Luna Literária • 2017 Feito com amor por: Lariz Santana