19.1.18

Livro que virou filme: Extraordinário

Júlia Raquel
Extraordinário foi uma leitura que demorei para iniciar, isso por que em minha mente a estória seria voltada para crianças, um tanto quando infantil. É fato que viajei muito e quando finalmente comecei a ler as páginas fui surpreendida. A obra é extremamente encantadora e literalmente extraordinária.


Claro que precisei correr ao cinema assim que a adaptação cinematográfica saiu e logo garanti o meu ingresso para a pré estreia. Hoje você vai conferir a minha opinião e uma pequena comparação a obra literária.

Extraordinário | Dirigido por Stephen Chbosky | Lançado em 7 dez 2017 | Duração 1h51min | Drama | Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Sinopse: Auggie Pullman é um garoto que nasceu com uma deformação facial, o que fez com que passasse por 27 cirurgias plásticas. Aos 10 anos, ele pela primeira vez frequentará uma escola regular, como qualquer outra criança. Lá, precisa lidar com a sensação constante de ser sempre observado e avaliado por todos à sua volta.

Extraordinário é o que vai definir essa adaptação. É lindo perceber que toda a essência das páginas está ali nas telas. A simplicidade e ingenuidade do Auggie, como ele encara o mundo, é perceptível e apresentado assim, como é. O filme não apela para o emocional, mostra as coisas como realmente não e os desdobramentos sobre isso.

Além disso, achei magnífico como a produção representou alguns dos pensamentos do Auggie, como ele vê e gostaria que fosse o próprio mundo, o que foi abordado no livro. Isso somado a linguagem mais inocente não foram os únicos elementos extraídos da obra literária, os pontos de vista diferentes entre os personagens também foram inseridos. Confesso que não conseguia imaginar como isso seria adaptado, mas funcionou perfeitamente e o mais importante, sem ficar confuso.

O ponto de vista da Via para mim é um dos mais tocantes, pois percebemos como ela é um pouco esquecida. Há um trecho muito tocante no qual  destaca que os pais são os planetas e o Auggie o sol, pois todos giram em torno dele. Mesmo reconhecendo que o irmão merece toda essa atenção, a vontade de ter ao menos 1% está ali intocada no fundo do coração.

É necessário ressaltar como a adaptação foi fiel ao livro, mas como sempre deixando algumas pontas importantes para trás. Os preceitos, por exemplo, foram muito mais explorado das páginas e um pouco esquecido nas cenas. Outro ponto que me incomodou muito, não sei bem o motivo, foi a ausência do aparelho de audição do Auggie. Quem leu sabe como ele relutou para não usar e toda a confusão por trás da perda. Não é algo super importante, mas em minha visão seria simples para estar ali.

A escolha dos atores para a interpretação dos personagens foi perfeita. Jacob Trembay dá vida ao Auggie e é simplesmente extraordinário do começo ao fim, o que convenhamos já era de se esperar após a incrível atuação em "O quarto de Jack". Julia Roberts, no papel da mãe Isabel e Owen Wilson como Nate Pullman, também brilharam, este último podendo ser considerado até como o alívio cômico da trama.

Já para quem assistiu e não notou, há uma participação especial da atriz brasileira Sônia Braga, esta que interpreta a avó de Auggie e possui um elo muito forte com a irmã do personagem, Via Pullman.

Por fim, é nítido como a produção fez o filme para as crianças - mesmo sendo voltado para todos os públicos -, para que prestem mais atenção nas próprias atitudes e reflitam mais sobre os resultados do bullyng na vida de todos. Extraordinário veio para tocar os corações de todos e passar um linda mensagem. Um filme e livro necessário para fazer do mundo um lugar melhor para viver.

E ai, ficou curioso? Se você já assistiu ao filme, me conta se concorda com a minha opinião. Beijos!
Continue Lendo

2 comentários:

  1. Extraordinário é lindo d+! Mas ainda não vi o filme, espero gostar da adaptação =D

    Beijão
    http://atocadalebre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu já vi o filme mas nuunca li o livro vou procura

    Amei o blog e te sigo

    Visite o meu blog e nos siga por favor
    http://coisasdecrespasoficial.blogspot.com/2018/01/o-que-eu-achei-1-ira-dos-anjos.html

    ResponderExcluir

Luna Literária • 2017 Feito com amor por: Lariz Santana