16.3.18

Entre as estrelas, de Katie Khan

Júlia Raquel
Entre as estrelas | Katie Khan | 280 páginas | Gênero jovem adulto e ficção científica | Bertrand Brasil | Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟 | Compre o livro

Em um mundo onde o amor é banido, o que pode acontecer quando você o encontra?

O mundo não é mais o mesmo. Uma guerra acabou com tudo o que conhecemos. Os Estados Unidos caiu, vive em pobreza e combates entre as próprias terras. Já a Europa reina, mas também diferente, agora é chamada de Europia, um país utópico.

Lá não há religião ou um governo, as pessoas que ali vivem agem em nome de si mesmo e precisam dar o melhor para esta sociedade. A maneira com qual o povo vive também mudou. Agora os indivíduos passam por três ciclos e são realocados após um curto espaço de tempo a uma nova comunidade multicultural.

Assim, não podem constituir uma família antes de concluir 35 anos. A ideia é que os jovens não sabem o que realmente querem até esta idade.

É neste cenário que conhecemos Carys e Max, um jovem casal que mostra como as regras podem estar ultrapassadas e que é possível amar e ter certeza das próprias decisões quando ainda se é novo.

Em meio a diversos encontros e desencontros, e com uma narrativa alternando passado e futuro, ambos decidem que vale a pena lutar por esse sentimento tão forte. O que não esperavam é ficar a deriva no espaço e com apenas 90 minutos de oxigênio. Apenas um deles poderá sobreviver. Quem será o escolhido?

A obra começou péssima, mas com o passar das páginas tudo foi melhorando. Quando percebi estava viciada na estória e muito curiosa em saber como seria o desfecho dos personagens. É impossível não torcer por eles e para que ambos consigam encontrar uma saída, pois é sufocante ver os minutos acabando ao longo dos capítulos.

A escrita da autora é boa, porém considero que faltou abordar mais sobre essa sociedade. Mesmo com tantos detalhes, pontas soltas foram deixadas para trás. A diagramação, revisão, qualidade e essa arte linda da capa estão perfeitas. A editora soube fazer um belo trabalho.

Com um final meio louco, a obra pode não agradar a todos. A dica que eu deixo é: persevere, afinal tudo pode melhorar.

E ai, ficou curioso com essa estória? Quem já leu, gostou?
Continue Lendo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Luna Literária • 2017 Feito com amor por: Lariz Santana