30.9.18

Heroínas, de Laura Conrado & outras

Júlia Raquel
Foto: Luna literária
Heroínas
LAURA CONRADO, PAM GONÇALVES & RAY TAVARES
256 páginas
Jovem adulto
Galera Record
Onde comprar? Amazon
Avaliação: 4🌟’s

Não faltam heróis. Dos clássicos às histórias contemporâneas os meninos e homens estão por todo lugar. Empunhando espadas, usando varinhas mágicas, atirando flechas ou duelando com sabres de luz. Mas os tempos mudam e já está mais do que na hora de as histórias mudarem também. Com discussões feministas cada vez mais empoderadas e potentes, meninas e mulheres exigem e precisam de algo que sempre foi entregue aos meninos de bandeja: se enxergar naquilo que consomem. Este é o livro de um tempo novo, um tempo que exige que as mulheres ocupem todos os espaços, incluindo a literatura. Este é um livro no qual as meninas salvam o dia. No qual elas são o que são todos os dias na vida real: heroínas. Finalmente.

Heroínas é um livro de contos composto por três adaptações de histórias clássicas: Rei Arthur, Robin Wood e os Três mosqueteiros. Além de ser ambientado nos dias atuais, o protagonismo desses enredos também está diferente. Aqui as mulheres são o centro de toda atenção.

“Uma por todas e todas por uma”, da autora Laura Conrado, nos apresenta a personagem Daniela d’Artagnan, A jovem que é apaixonada pelos animais sonha em ser uma grande veterinária e de quebra trabalhar na reconhecida ONG Mosqueteiros. Parte desse desejo se torna realidade, porém a caminhada durante o trajeto não é nada fácil, mas traz novas e boas amizades para a vida da garota.

“Formandos da távola redonda”, da escritora Pam Gonçalves, conta a história de Marina, uma jovem que está prestes a terminar o ensino médio, mas vê o sonho da formatura ir por água abaixo quando o dinheiro do evento é roubado. Além de todo o estresse do fim da escola, vestibular e o próprio amadurecimento, Marina e outras garotas da escola vão precisar assumir a comissão de formatura e fazer um milagre para que tenham a tão sonhada festa. É bom que já sabemos que o poder feminino faz coisas!

“Robin, a proscrita” aborda a vida de Roberta Horácio, uma jovem que foi adotada quando ainda bebê e viu os pais serem assassinados na comunidade onde mora. Com faro para encrenca e uma vontade imensa de mudar o mundo, a garota logo se vê como uma justiceira ao desviar dinheiro da conta de um pastor totalmente corrupto. O problema? Esse trabalho é muito mais perigoso do que parece.


“Eu aprendi a escutar e a valorizar a fala da outra, ainda que, às vezes, seja uma fala diferente da minha; a voz de toda mulher deve ser respeitada. Sonoridade é isso, né? É a gente se reconhecer uma na outra”.

A leitura de todos os contos é totalmente leve, fluída e recheada por personagens cativantes. É fácil sentar para ler e logo virar a última página dessa obra. Ou seja, é daqueles livros perfeitos para uma tarde de leitura. Além disso, conseguiu cumprir a proposta perfeitamente, já que nos apresenta a força feminina e a importância da amizade entre as mulheres.

Dessa vez também me sinto na obrigação de destacar o lindo trabalho de diagramação realizado pela Galera Record, desde a capa com as cores e desenhos mais lindos, até os detalhes que dividem os contos. Estão de parabéns!

E ai, você ficou curioso com essa leitura? Quem já leu, o que achou?
Continue Lendo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Luna Literária • 2017 Feito com amor por: Lariz Santana