21.1.19

Corte de gelo e estrelas, de Sarah J. Maas

Júlia Raquel
Foto: Luna literária



Corte de gelo e estrelas
SARAH J. MAAS
Acotar #3.1
238 páginas
Fantasia
Galera Record
Onde comprar? Amazon
Avaliação: 4🌟’s

Feyre, Rhys e seu círculo íntimo de amigos ainda estão ocupados reconstruindo a Corte Noturna e tentando manter a paz, conquistada a base de muito esforço e perdas pessoais, após a queda da muralha. Mas o Solstício de Inverno finalmente está próximo e, com isso, um alívio merecido. Compras, festas, celebração e a promessa de dias tranquilos. A atmosfera festiva não consegue, entretanto, impedir que as sombras da guerra se aproximem.
 Em seu primeiro Solstício como Grã-Senhora, Feyre ainda lidando com os horrores do passado recente, e percebe que seu parceiro e sua família têm mais cicatrizes do que ela esperava – cicatrizes que podem impactar o futuro, e a paz, de sua Corte.

Após a trágica batalha contra o rei Hybern, Feyre, Rhysand, o círculo íntimo e toda a Corte Noturna ainda estão se recuperando de tamanha destruição e tantas perdas. Com a confiança do povo frágil e sem a muralha separando o mundo feérico do humano, há muito trabalho pela frente.

Em meio a tudo isso ainda há o Solstício de Inverno, um antigo costume muito parecido com o nosso natal, tendo como tradição a troca de presentes, jantares e muita decoração. O feriado perfeito para curtir com a família, mas para Feyre é apenas mais um desafio com as irmãs e para provar que aquele é de fato o seu lugar.

Nesta obra Sarah nos apresenta uma Feyre e Rhys mais apaixonados do que nunca; Lucian mais perdido que cego em tiroteio, ainda; Netsha com sérios problemas e indícios de depressão; Elain quieta, porém se soltando mais; e o círculo íntimo engraçado e bem sincronizado como sempre.

A escrita da autora continua perfeita como nos volumes anteriores e a leitura acaba fluindo bem rápido, coisa para uma tarde. Sinto que este livro foi um presente aos fãs, com o intuito de dar um gostinho a mais e nos mostrar um pouco da normalidade dos nossos amados personagens.

Mesmo assim, vale ressaltar que é possível ver indícios de alguns conflitos que serão apresentados nas próximas sequências. Nada de extraordinário, mas com um quê de suspense no ar. Apenas fico no aguardo dos próximos capítulos e de muitas respostas, assim como estava ao virar a última página de “Corte de asas e ruína”.

E, para não perder o costume, quero deixar aqui um elogio à ótima diagramação por parte da Galera Record. A capa está muito linda, mesmo eu ainda preferindo a edição gringa, e por dentro o livro também está perfeito com detalhes no início de cada capítulo.

E ai, você já leu esse livro? Quem ainda não conhece a trilogia dona do meu coração? Não deixe de ler as resenhas anteriores clicando aqui.

Beijos e até o próximo post!
Continue Lendo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Luna Literária • 2017 Feito com amor por: Lariz Santana