25.5.19

Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente

Júlia Raquel
Foto: Luna literária



Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente
TCD
304 páginas
Crônicas, poemas e poesias
Editora Globo Alt
Avaliação: 3🌟’s

Indo contra a tendência dos textos curtos e superficiais que são postados nas redes sociais, o coletivo literário Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente (TCD) passou a produzir e compartilhar um conteúdo extenso, profundo e extremamente poético em suas páginas no Facebook e no Instagram. Com seus escritos e ilustrações, eles acabaram atingindo um público muito maior do que o esperado, nos mostrando como, apesar da crescente agilidade que nossa comunicação exige, ainda precisamos de tempo para digerir e entender nossas complexas relações humanas. Para este livro, foram produzidos textos inéditos que ganharam a companhia das sensíveis ilustrações de Anália Moraes.

Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente é um projeto com pequenos e mais elaboradores textos publicados, originalmente, em uma página na rede social Facebook e eventualmente também no Instagram. Em geral, as linhas tratam de amor, o lado bonito e triste do sentimento.

Dividido em quatro temas e com ilustrações que possuem harmonia com que ali está escrito, os autores nos mostram em como ainda precisamos de tempo para digerir o que acontece com nossos sentimentos. É bem fácil se familiarizar com os depoimentos, visto que abordam situações que todos nós já enfrentamos.

“chegamos todos aqui, inteiros ou não, sentindo muito pouco ou até demais…”

Sinceramente eu tentei ao máximo gostar da obra, mas foi muito difícil. Terminei por se tratar de textos aleatórios reunidos, e por ter lido em e-book, caso contrário teria abandonado a leitura.

O problema maior, para mim, não foi se quer a escrita, mas a repetição de assuntos ao longo das páginas: fim de relacionamentos. Mesmo assim, vale destacar que há inúmeros trechos bonitinhos, capazes de render uma postagem sobre. A diagramação e distribuição das ilustrações são perfeitas, assim como alguns textos, mas, no geral, como já adiantado, a obra não me ganhou.

“amor é ter alguém soprando primavera dentro de você enquanto o mundo arranca suas folhas, como um outono”.

E ai, alguém que já leu a obra possui uma opinião diferente da minha? Vamos conversar!
Continue Lendo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Luna Literária • ONLINE DESDE 2017 Feito com amor por: Lariz Santana