07 outubro 2019

Resenha: O casal que mora ao lado, de Shari Lapena

Foto: Luna literária

O casal que mora ao lado
SHARI LAPENA
294 páginas
Suspense
Grupo Editorial Record
*lido pelo Kindle Unlimited

É o aniversário de Graham, e sua esposa, Cynthia, convida os vizinhos, Anne e Marco Conti, para um jantar. Marco acha que isso será bom para a esposa, afinal, ela quase nunca sai de casa desde o nascimento de Cora e da depressão pós-parto. Porém, Cynthia pediu que não levassem a filha. Ela simplesmente não suporta crianças chorando.

Marco garante que a bebê vai ficar bem dormindo em seu berço. Afinal, eles moram na casa ao lado. Podem levar a babá eletrônica e se revezar para dar uma olhada na filha. Tudo vai dar certo. Porém, ao voltarem para a casa, a porta da frente está aberta e Cora desapareceu. Logo o rapto da filha faz Anne e Marco se envolverem em uma teia de mentiras, que traz à tona segredos aterradores.

Ultimamente o meu gosto por suspenses tem aumentado, então vocês imaginem só qual foi o meu entusiasmo ao ler a sinopse de “O casal que mora ao lado”. Estava certa que seria surpreendida, uma vez que adorei “Uma estranha em casa”, obra escrita pela mesma autora, Shari Lapena.

A história do livro acompanha o casal Anne e Marco, que recentemente deram à luz a primeira filha, um bebê com poucos meses. Todo o auê da obra tem início quando a vizinha Cynthia resolve fazer um jantar em comemoração ao aniversário do marido, Graham, e convida o casal de amigos, porém estabelece uma regra: nada de crianças.

A principio o casal teme em deixar a filha sozinha, mas, após insistências de Marco, resolvem a deixar com a baba eletrônica e o combinado de vir vê-la a cada 30 minutos. Isso não deveria ser um problema certo?! Afinal, eles moram na casa ao lado.

Errado! Ao voltarem para casa o pesadelo tem início: Cora, a bebê, sumiu. A partir daí você vai desconfiar de todos e descobrir muitos segredos em volta desses personagens.

“Ele vai descobrir tudo. A verdade está por aí. Sempre está. Basta encontrá-la”.

Bom, as coisas não foram como eu imaginei. O livro me prendeu de cara, não conseguia largar até descobrir todos os desdobramentos. Mas, os capítulos finais decepcionam. Reviravoltas e mais reviravoltas desnecessárias. Todo o êxtase se desvai ao descobrirmos as verdadeiras intenções de alguns personagens.

Resumindo, e sem mais críticas, é um bom suspense, possui uma leitura fluída e simples, prende o leitor e transmite aquela sensação de querer mais. Porém, o final é uma bosta. Vale a leitura? Com certeza! Aquela coisa, cada leitor possui a própria opinião e o que pode não ter sido uma experiência boa para mim – neste caso eu diria uns 65% bom –, para você pode ser incrível.

Mas, agora deixa de papo por aqui, vamos aos comentários, vocês que já conhecem essa história, concordam ou discordam dessa opinião?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Luna Literária • ONLINE DESDE 2016 Feito com amor por: Lariz Santana