19 janeiro 2020

Resenha: O lado feio do amor, de Colleen Hoover

Foto: Luna literária


O lado feio do amor
COLLEEN HOOVER
336 páginas
Romance +16
Editora Galera Record

Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor. O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Imagine um relacionamento daqueles bem sinceros em que ambos deixam claro não querer nada mais que sexo sem compromisso. Conseguiu pensar? É exatamente assim que Tate e Miles concordam em viver. Nada de perguntas sobre o passado e muito menos ideias para planejar o futuro. Será que ambos vão conseguir não se apaixonar?

Tate Collins só quer focar na carreira. Estudante de mestrado em enfermagem, a jovem se muda para o apartamento do irmão mais novo, Corbin, justamente para facilitar este processo.

Já Miles Archer é um piloto de avião e melhor amigo de Corbin, que jurou nunca mais se envolver emocionalmente com uma mulher. Entre voos e escalas, o rapaz conhece a nova vizinha e irmã do amigo, e a partir dai fica quase impossível negar tanta química e atração entre esses dois.

“Dói demais. Nunca soube que um coração podia suportar o peso do mundo inteiro.”

Colleen Hoover tem o poder de surpreender, mesmo que em uma história previsível. “O lado feio do amor” foi uma leitura que me prendeu até a última página, mesmo eu já imaginando o desfecho de mais esse clichê.

A escrita da CoHo segue sendo fácil e totalmente fluída, do tipo que você inicia a obra e quando percebe já está virando a última página. Mais uma vez ela não decepciona e mostra que mesmo os livros mais antigos de sua carreira, também são ótimos.

Mas, mesmo com todos esses elogios, ainda acho que vale uma ressalva. Entenda que eu li essa obra no início de 2018 e de lá pra cá muita coisa mudou, inclusive a minha opinião.

Hoje quando penso nesse livro também me vem em mente como os personagens principais são problemáticos e não sei como explorar esse lado sem contar quase que todo o enredo. Para resumir, é um relacionamento complicado, falta amor próprio e sinceridade entre ambos.

Leitura recomendada? Sim, afinal, é Collen Hoover.

Agora quero saber de vocês, já leram esse livro? O que acham da história?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Luna Literária • ONLINE DESDE 2016 Feito com amor por: Lariz Santana