24 abril 2020

Nunca jamais, de Colleen Hoover & Tarryn Fisher

Foto: Luna literário

Nunca Jamais
COLLEEN HOOVER & TARRYN FISHER
Trilogia
480 páginas
Romance
Galera Record

Charlie Wynwood e Silas Nash são melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar.

Charlie e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Mas, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo pelo qual se juntaram no passado.

Já imaginou acordar e não lembrar de absolutamente nada da sua vida? É exatamente isso que acontece com Charile e Silas. O casal de adolescentes era melhores amigos durante a infância, logo se apaixonaram e agora são completos estranhos. Cada detalhe de suas vidas simplesmente desapareceu.

Sem ter ideia do que pode ter acontecido e sem poder confiar em ninguém, os jovens embarcam em uma jornada na busca por respostas e logo descobrem muito mais sobre eles mesmos e os segredos que envolvem suas famílias. Juntos ambos precisam se reencontrar dentro da própria história.

“Prefiro confiar em versões de nós mesmos de que não nos lembramos do que em pessoas que sequer conhecemos”.

Eu li esses livros lá em 2018 e de acordo com as minhas anotações, logo após finalizar a leitura do primeiro e segundo volume a minha reação foi: “Não vou negar, essa foi a história mais fraca da CoHo até o momento. A obra despertou o meu interesse, devorei as poucas páginas e quero logo ler a sequência, mas  mesmo assim, não consigo imaginar qual será o desfecho desses personagens”.

Na época a conclusão da história ainda não havia sido publicada por aqui e eu resolvi esperar. Agora posso afirmar que o último volume também é bom, mas tem um final meio apressado, como se as autoras não soubessem muito bem o que fazer. Vale ressaltar que a grande revelação, somada a algumas pontas soltas, podem incomodar alguns leitores, mesmo com toda a pegada apaixonante que os personagens possuem.

Mesmo assim, considero que é uma leitura bem gostosa e fácil de realizar. Com o romance que a Colleen Hoover adora e umas pitadas bem emocionantes da Tarryn. A minha única queixa é terem dividido em três edições, totalmente desnecessário, visto que cada uma delas possui poucas páginas.

Alguém por aqui já leu e compartilha da mesma opinião? Há quem discorde? Vamos conversar!

Um comentário:

  1. Olá!!
    Faz um tempo que li esses livros também! E como você, também não achei que foi um dos melhores livros da CoHo não... também senti que foi superficial, mas no final acabei curtindo.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir

Luna Literária • ONLINE DESDE 2016 Feito com amor por: Lariz Santana