23 janeiro 2020

Resenha: Em busca de Cinderela, de Colleen Hoover (Hopeless #2.5)

Foto: Luna literária

Em busca de Cinderela
COLLEEN HOOVER
160 páginas
Jovem Adulto
Galera Record

Neste conto da bem-sucedida e adorada série Hopeless, o leitor conhecerá melhor dois personagens secundários de "Um caso perdido". Daniel está no breu do armário de vassouras da escola – o perfeito esconderijo para quem quer fugir do mundo real –, quando uma garota literalmente cai em cima dele. Às cegas, os dois vivem um curto romance, mesmo sem acreditar muito no amor. No fim a garota foge, como se realmente fosse a Cinderela e tivesse uma carruagem prestes a virar abóbora. Um ano depois, Daniel e sua princesa se reencontram, e percebem que é possível nutrir um amor de conto de fadas por alguém completamente real. Juntos, os dois irão perceber que fora do faz de conta, ficar juntos é bem mais difícil e os problemas de um casal são muito reais.

Daniel está com um buraco na grade escolar e tem um período livre todos os dias. Com medo de ser descoberto, o garoto passa o tempo livre dentro de um armário da escola, aproveitando para tirar um cochilo. É com esse aspecto de fundo que ele conhece uma garota. Em uma das tardes a jovem entra chorando na sala e acaba esbarrando com ele.

Com uma conversa rápida, ambos acabam trocando confissões e logo uma química nasce. Uma semana depois o mesmo aconteceu, ela o procura, mas dessa vez o espaço fica ainda mais quente. O problema é que eles não se conhecem, pois nos dois encontros o cômodo estava totalmente escuro e a jovem desconhecida garante que não voltará mais ali.

Os dias passam, logo os meses, e Daniel não consegue deixar a doce Cinderela fora de sua mente. O garoto pensa em mil e uma possibilidades. Tenta achar a garota misteriosa em todas as outras da escola, mas sem sucesso. O que ele não esperava era encontrá-la um ano após se conhecerem e como suas vidas iriam mudar dali pra frente.

"Mas o que mais gosto é quando pego você no flagra olhando para mim. Adoro quando você não desvia o olhar e simplesmente continua me encarando".

Em busca de Cinderela é um conto da série Hopeless. Com pouco mais de 150 páginas, conhecemos mais a fundo os melhores amigos de Holder e Sky, são eles Daniel e Six. De quebra temos um gostinho de algumas cenas do nosso já conhecido casal.

A história é bem leve, curtinha e com algumas cenas um tanto quanto picantes, uma vez que os personagens não conseguem ficar longe um do outro. A escrita da Colleen Hoover funciona perfeitamente também neste formato, você inicia a leitura e logo percebe que chegou ao fim. Ah, prepare-se para dar muitas risadas, pois o humor dos personagens é fantástico!

Porém, uma coisinha me incomodou, do tipo que achei um pouquinho forçado. Sempre que leio obras do tipo paro para pensar se é mesmo possível que os jovens apaixonem-se tão rápido? Sim, eu sei que eram poucas páginas e a Coho precisava desenrolar logo o romance, mas acabo sentindo falta daqueles momentos de conquista. É só um detalhe e que não estraga a experiência, porém me deixa pensativa.

Finalizo essa resenha contando como eu vou sentir falta dessa história e como também sei que já vou iniciar uma próxima, da Colleen, para tampar esse buraco. Agora me conta você que já leu esse conto, também gostou? E quem ai ficou curioso?

Até mais!
22 janeiro 2020

Resenha: Sem esperança, de Colleen Hoover (Losing Hope)

Foto Luna literária



Sem esperança, Losing Hope
COLLEEN HOOVER
Hopeless #2
160 páginas
Jovem adulto
Galera Record

Assombrado pela culpa e pelo remorso por não conseguir salvar Hope nem Less, Holder desenvolveu uma personalidade agressiva. Mas, quando finalmente se depara com Hope depois de tantos anos, não poderia imaginar que o sofrimento seria ainda maior após o reencontro. Em Sem Esperança, Holder revela como os acontecimentos da infância de Hope, que agora se chama Sky, afetaram sua vida e sua família, fazendo-o buscar a própria redenção na possibilidade de salvá-la. Mas é apenas amando Sky que ele finalmente será capaz de começar a se reconciliar com si mesmo.

Indico a leitura desta resenha apenas para aqueles que já leram o livro Um caso perdido, Hopeless #1

Sem esperança, ou Losing Hope, não é uma continuação da história que conhecemos em Um caso perdido. Na verdade os capítulos desse livro irão contar o mesmo enredo do volume anterior, mas, dessa vez, pela perspectiva de outro personagem. Aqui a narrativa fica por conta de Holder e eu já adianto, essa sequência deixou tudo muito melhor.

Durante a infância de Holder, ele, sua irmã gêmea Less e a vizinha Hope possuíam uma ligação fora do comum. Os três eram inseparáveis. Mas, durante uma tarde tudo isso muda. Um carro para em frente a casa de Hope e a leva. Treze anos depois, e nenhuma notícia em todo esse tempo, o jovem cruza com uma garota e as semelhanças são gigantes.

Sky, uma garota que cresceu sem ter contato com a tecnologia, uma vez que a mãe repudia o uso de celulares ou televisores, terá a vida completamente mudada ao conhecer Holder. Os dois travam uma amizade e a química entre ambos é inegável. Aos poucos segredos vão sendo revelados e nós conhecendo ainda mais sobre o passado desses personagens.

"A última coisa que se espera sempre é a primeira coisa a acontecer."

Colleen Hoover consegue nos entregar ainda mais dessa história que já amávamos. Embora a autora não apresente grandes mudanças, e parte dos diálogos até permanece os mesmos do volume anterior, conhecer mais sobre Dean Holder me encantou. As páginas narradas pela perspectiva dele me ganharam ainda mais que Hopeless #1.

Entender como o a partida de Hope afetou o restante da infância dele, e de sua irmã, foi sensacional, ou até arrisco dizer que destruidor. Durante os capítulos percebemos como todos os acontecimentos desta família contribuíram para o amadurecimento do personagem e ainda como todas as inseguranças de um passado, começam a partir. O amor cura.

"Nunca tinha olhado para frente antes. Só olhava para trás. Penso demais no passado e penso no que deveria ter feito e em tudo o que fiz de errado e nunca olhei para frente na vida, nenhuma vez. Ficar com ela me fazia pensar no amanhã e no dia depois de amanhã e no dia seguinte e no ano seguinte e na eternidade. Preciso disso agora, pois se eu não abraçá-la de novo… vou terminar olhando para trás mais uma vez, deixando o passado me engolir completamente."

E ai, você chegou a ler essa outra parte da história de Hopeless? Me conta aqui nos comentários se gostou tanto quanto eu ou se ficou curioso com essa leitura.
21 janeiro 2020

Resenha: Um caso perdido, de Colleen Hoover (Hopeless)


Foto: Luna literária

Um caso perdido, Hopeless
COLLEEN HOOVER
384 páginas
Jovem adulto
Editora Galera Record

Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras...
 Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.

Sky é uma jovem que foi privada pela mãe de conviver com toda a tecnologia que conhecemos. Celular? Ela não tem. Acesso a TV? Também não. Por isso não foi muito difícil se esquivar da opinião alheia. Ela está no último ano do ensino médio e não tem o que os adolescentes chamam de “uma boa reputação”. Em suma ela pega geral, mas diferente da maioria das pessoas, não se apega, não sente nada pelos os outros meninos.

Mas, isso muda quando ela conhece Holder. O garoto tem uma reputação ainda pior que a dela, pois foi acusado de cometer um crime e corre por ai que passou os últimos meses preso. Ambos se conhecem – de um jeito bem surreal, diga-se de passagem –, e logo já rola aquela química entre o casal.

“Não estou de coração partido e ainda não derramei uma lágrima sequer por causa de toda essa situação. Não consigo ficar de coração partido porque, por sorte, ainda não tinha dado a ele essa parte de mim. Mas não sou orgulhosa demais para admitir que estou um pouco triste com tudo isso, e sei que vou precisar de um tempo porque eu gostava muito, muito dele. Resumindo, estou bem. Um pouco triste e imensamente confusa, mas bem.”

Sim, eu sei o que você está pensando “mais um romance bobinho”. É e não é. Ao longo das páginas vamos descobrindo que Holder consegue despertar memórias antes quase que enterradas pela Sky. Descobrimos também mais sobre o passado de ambos e uma parcela bem grande de segredos, capazes de mudar completamente a vida dos personagens.

Eu adoro esse livro, a Colleen mais uma vez conseguiu me surpreender. Lembro-me de certa altura da leitura pensar, e registrar no Skoob, “nossa, acho que esse é o romance mais adolescente que já li dela”. Ah pobre de mim, me enganei completamente em pensar que esta seria apenas mais uma história qualquer.

Assim como em outras obras, CoHo nos faz questionar e pensar em mil possibilidades ao longo dessas páginas, para quando chegar ao fim: BUM!, surpresa. Ela não cansa dos plost twist e nós leitores caímos perfeitamente em todos eles. Muito importante para isso, é sua boa escrita, colocando as palavras nos lugares perfeitos, construindo todo um cenário e tornando este um livro impossível de largar.

“Um caso perdido”, ou simplesmente “Hopeless”, é emocionante, do tipo que vai te deixar com um nó na garganta e depois com aquela cara de choro. Há leveza, mesmo que por trás de uma história tão pesada. É esperança.

E aí, quem por aqui já leu essa obra? Me conta aqui nos comentários se ficou curiosa pela leitura 😊😘

19 janeiro 2020

Resenha: O lado feio do amor, de Colleen Hoover

Foto: Luna literária


O lado feio do amor
COLLEEN HOOVER
336 páginas
Romance +16
Editora Galera Record

Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor. O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Imagine um relacionamento daqueles bem sinceros em que ambos deixam claro não querer nada mais que sexo sem compromisso. Conseguiu pensar? É exatamente assim que Tate e Miles concordam em viver. Nada de perguntas sobre o passado e muito menos ideias para planejar o futuro. Será que ambos vão conseguir não se apaixonar?

Tate Collins só quer focar na carreira. Estudante de mestrado em enfermagem, a jovem se muda para o apartamento do irmão mais novo, Corbin, justamente para facilitar este processo.

Já Miles Archer é um piloto de avião e melhor amigo de Corbin, que jurou nunca mais se envolver emocionalmente com uma mulher. Entre voos e escalas, o rapaz conhece a nova vizinha e irmã do amigo, e a partir dai fica quase impossível negar tanta química e atração entre esses dois.

“Dói demais. Nunca soube que um coração podia suportar o peso do mundo inteiro.”

Colleen Hoover tem o poder de surpreender, mesmo que em uma história previsível. “O lado feio do amor” foi uma leitura que me prendeu até a última página, mesmo eu já imaginando o desfecho de mais esse clichê.

A escrita da CoHo segue sendo fácil e totalmente fluída, do tipo que você inicia a obra e quando percebe já está virando a última página. Mais uma vez ela não decepciona e mostra que mesmo os livros mais antigos de sua carreira, também são ótimos.

Mas, mesmo com todos esses elogios, ainda acho que vale uma ressalva. Entenda que eu li essa obra no início de 2018 e de lá pra cá muita coisa mudou, inclusive a minha opinião.

Hoje quando penso nesse livro também me vem em mente como os personagens principais são problemáticos e não sei como explorar esse lado sem contar quase que todo o enredo. Para resumir, é um relacionamento complicado, falta amor próprio e sinceridade entre ambos.

Leitura recomendada? Sim, afinal, é Collen Hoover.

Agora quero saber de vocês, já leram esse livro? O que acham da história?
18 janeiro 2020

Você já leu algum livro da autora Collen Hoover?

Foto Luna literária

Quem me acompanha aqui no Luna a mais tempo já deve estar cansado de saber como eu amo as histórias da CoHo. Por isso, decidi dedicar os próximos dias apenas aos livros dela 👏🏻.

Sim iniciamos aqui mais um especial, dessa vez todo dedicado a essa autora. Preparem-se para a chuva de resenhas e alguns trechos favoritos de livros como "Nunca jamais", "O lado feio do amor" e "Todas as minhas (im)perfeições".

Já tem bastante material da CoHo aqui no Luna e você pode conferir clicando aqui. Estou bem animada para produzir ainda mais postagens sobre essa que é uma das minhas autoras favoritas.

Aguardem e até amanhã 💙💫

Luna Literária • ONLINE DESDE 2016 Feito com amor por: Lariz Santana